No fim do ano passado a redução do desempenho de alguns modelos de iPhone a partir da versão 10.2.1 do iOS, abalou a relação dos usuários com a maçã. Tem quem diga que isso é parte da estratégia da empresa para vender mais, conhecida como “obsolescência programada”, porém a Apple reitera que essa é uma medida para continuar oferecendo uma boa experiência de uso mesmo em aparelhos que apresentem desgaste de bateria.

Tentando consertar o erro

Apesar das tentativas de apaziguar a situação, como, tornar mais clara aos usuários a situação da saúde da bateria em uma futura atualização do iOS, em entrevista a ABC News nessa semana, Tim Cook, CEO da Apple, deixou escapar que na próxima grande atualização do iOS 11, será possível desativar a medida de segurança do sistema que diminui o desempenho do aparelho para continuar entregando uma usabilidade satisfatória mesmo com a saúde da bateria comprometida.

Fonte: ABC News.